O mercado para os profissionais 50+

Artigo de Ana Lu Tanaka para o portal Jornal 140.

Como as empresas e os maduros devem aproveitar e se adaptar a nova realidade global

A população está envelhecendo. De acordo com dados da ONU divulgados em 2019, pela primeira vez na história o mundo tem mais avós do que netos. Até 2030, o número de pessoas com mais de 60 anos deve crescer 46%, tornando o fato uma das transformações mais significativas deste século. A pergunta é: como está o foco das empresas e o mercado de trabalho para essa demanda? Os profissionais, tanto os jovens quanto os maduros, estão prontos para conviver e aprender uns com os outros?
Não podemos ignorar essa realidade e a verdade é que as empresas que souberem adotar a diversidade de gerações como estratégia desde já podem ter grandes vantagens. Escrevi um artigo sobre a importância da diversidade aqui. E para os futuros empreendedores essa é uma grande chance de olhar para novos negócios. 
Nesse cenário, já podemos encontrar diversos serviços antes inimagináveis para esse público, que independente da idade quer uma vida pessoal e profissional ativa.  O Maturijobs, por exemplo, é uma plataforma que conecta profissionais 50+ em busca de oportunidades no mercado de trabalho e empresas. Enquanto a Catua, oferece treinamentos e mentoria que visam ajudar os profissionais seniores a planejarem suas carreiras e vida pós corporativa. Esse é o ponto! A longevidade pessoal e empresarial traz questões relevantes para reflexão e boas oportunidades.
Razões para contratar os 50+ e algumas mudanças necessárias
A Forbes publicou um artigo levantando 10 razões para contratar os trabalhadores 50+, entre elas, lealdade e estabilidade, pois os maduros são menos propensos a desistir ou mudar de emprego na primeira oferta para um novo trabalho. Custa mais atrair novos funcionários do que reter e desenvolver os funcionários atuais. Habilidade na tomada de decisão, por conta de toda bagagem e experiência podem entrar em ação e serem eficazes em todos os níveis. Atuação como mentores, podem desempenhar um papel vital no desenvolvimento de competências dos mais jovens. E o aprendizado é bidirecional. Liderança, como atuam há algumas décadas são frequentemente bons líderes. Leia o artigo completo aqui.

Continue lendo o artigo no portal aqui.

Deixe uma resposta

Open chat